Caso CGD

"Quase todas as contas que andamos a pagar têm raiz em Vítor Constâncio”

"Quase todas as contas que andamos a pagar têm raiz em Vítor Constâncio”

PSD, BE e PCP, o CDS exigem que o ex Governador do BdP volte a ser ouvido no Parlamento. A deputada Cecíclia Meireles admite inclusivé enviar o caso para o Ministério Público, se ficar provado que Constâncio mentiu na comissão de inquérito à CGD

"O caso tem contornos criminais. As pessoas não podem vir mentir à comissão de inquérito" defendeu a deputada do CDS-PP esta manhã no Parlamento.

"O BdP tem uma cultura de convivência com práticas bancárias absolutamente irresponsáveis nestes últimos anos", acusou a deputada do Bloco Mariana Mortágua, considerando que "a política de opacidade" do banco central apenas serve para "o proteger da sua incompetência".

Pelo PCP, o deputado Duarte Alves considerou que, a confirmarem-se as informações hoje reveladas, a resposta que Vítor Constâncio deu à Comissão, em resposta a uma pergunta do PCP, "não corresponde à verdade (...) e vai pedir todas as atas do conselho de administração em que haja referência a operações deste género, em que um banco empresta para compra de ações de outro banco, e uma nova audição ao dr. Vítor Constâncio", concretizou.