Ciclone Idai

FPF promove jogo solidário pelas vítimas do ciclone Idai

Equipas femininas do Sporting e do Benfica defrontam-se em jogo solidário.

As equipas de futebol feminino do Sporting e do Benfica vão disputar um jogo de solidariedade a 30 de março, em Lisboa, cuja receita vai reverter a favor das vítimas da passagem do ciclone Idai em Moçambique.

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou a realização do encontro no site oficial, dando conta de que o desafio vai ser disputado no Estádio do Restelo, às 16:00, com os bilhetes a terem um custo unitário de 2,5 euros, sendo que "toda a receita líquida reverte para a ajuda a Moçambique, que enfrenta uma catástrofe que a todos entristece".

"É com um sentimento, por um lado, de grande consternação e, por outro, de enorme gratidão que a FPF anuncia a realização de um jogo de solidariedade (...) cujas receitas líquidas reverterão na totalidade para a ajuda ao povo moçambicano e as vítimas da terrível tragédia ocorrida na cidade da Beira", disse o presidente da federação, Fernando Gomes.

A partida será organizada pela FPF e em jogo estará o Troféu Vicente Lucas, internacional português, nascido em Moçambique, nome essencial da história do Belenenses e um dos 'magriços' de 1966, assinalou o organismo federativo.

Balanço provisório

O balanço provisório da passagem do ciclone Idai é de 557 mortos, dos quais 242 em Moçambique, 259 no Zimbabué e 56 no Maláui.

O ciclone afetou pelo menos 2,8 milhões de pessoas nos três países africanos e a área submersa em Moçambique é de cerca de 1.300 quilómetros quadrados, segundo estimativas de organizações internacionais.

A cidade da Beira, no centro litoral de Moçambique, foi uma das mais afetadas pelo ciclone, na noite de 14 de março, e a ONU alertou que 400.000 pessoas desalojadas necessitam de ajuda urgente, avaliada em mais de 40 milhões de dólares (mais de 35 milhões de euros).

Com Lusa

  • "O peso do minério"
    9:44
  • O 12.º episódio do "Polígrafo SIC"
    21:36