Ciclone Idai

Recuo das águas permite chegada de ajuda em Moçambique

Recuo das águas permite chegada de ajuda em Moçambique

Cerca de 794 mil pessoas foram afetadas pelo ciclone Idai.

A província moçambicana mais afetada pela passagem do ciclone Idai foi Sofala, onde muitos habitantes continuam à espera de socorro, isolados por autênticas ilhas artificiais. Já nas áreas onde a ajuda humanitária começa a achegar, procura-se agora reerguer aos poucos aquilo que o temporal arrasou em minutos.

Cerca de 794 mil pessoas foram afetadas pelo ciclone, que destruiu mais de 56 mil casas. Pelo menos 447 pessoas morreram e mais de 100 mil pessoas estão em centros de acolhimento.

  • Há quem espere mais de um ano para conseguir vaga no SEF
    5:06
  • “Este despacho não é sobre casas de banho, é sobre pessoas”
    13:47