Ciclone Idai

1,5 milhões de crianças precisam de ajuda urgente após ciclone Idai

TIAGO PETINGA

São crianças naturais de Moçambique, Malawi e Zimbabué.

A UNICEF diz que mais de um milhão e meio de crianças precisam de ajuda urgente, depois da passagem do ciclone Idai.

Ao todo, a organização das Nações Unidas estima que haja três milhões de pessoas a necessitarem de assistência humanitária.

A UNICEF refere também que vão ser precisos mais de 100 milhões de euros para fazer chegar essa ajuda aos países afetados pelo ciclone, nos próximos nove meses.

Moçambique foi o país mais afetado, com quase dois milhões de pessoas a viverem agora com graves carências.