Ciclone Idai

Área de culturas inundadas em Moçambique equivale ao distrito de Santarém

Mike Hutchings/ Reuters

A área estimada inundada ronda os 6.699 quilómetros quadrados.

A área de culturas inundadas no centro de Moçambique devido ao ciclone Idai e às chuvas que se seguiram é equivalente ao distrito de Santarém, em Portugal, segundo dados atualizados hoje pelas autoridades moçambicanas.

O último balanço aponta para uma área submersa de 669.903 hectares (6.699 quilómetros quadrados), mais do dobro da área estimada há uma semana, quando se iniciaram as operações de socorro e assistência.

A situação impede que as populações tenham acesso às suas machambas (hortas), onde praticam agricultura de subsistência para terem alimentos.

As autoridades temem um aumento de "insegurança alimentar" e casos de fome.

O diretor executivo do Programa Alimentar Mundial (PAM) disse na quinta-feira que Moçambique necessita de 142 milhões de dólares (126 milhões de euros) nos próximos três meses para abastecer as populações afetadas pelo ciclone Idai no centro do país.

Segundo o balanço hoje publicado pelas autoridades moçambicanas, o número de mortos subiu para 493, há para 1.523 feridos e 839.748 pessoas afetadas pelo desastre natural no centro do país.

Lusa

  • Os populismos crescentes "não são apenas um problema europeu"
    2:01
  • “Vamos a Jogo” acompanhou Luís Filipe Vieira no dia da reconquista
    15:21
  • Visíveis - Ruca
    31:30