Coronavírus

Quinto infetado por coronavírus em Portugal é membro da ESMAE. Aulas suspensas

Google Maps

O homem de 40 anos regressou recentemente de Itália e está internado no Hospital de São João, no Porto.

Saiba mais...

O quinto infetado por coronavírus em Portugal é um membro da Escola Superior de Música e Arte do Espetáculo, no Porto. As aulas serão suspensas.

A SIC teve acesso à carta enviada aos membros da escola, que dá conta que o estabelecimento será encerrado para aulas "até nova comunicação". Durante o encerramento, só poderão entrar na escola os trabalhadores da instituição, funcionários de limpeza, órgãos de gestão e, "se for necessário", representantes da autroridade de saúde.

Entre professores, alunos e funcionários, a ESMAE tem cerca de 600 membros.

"Vamos suspender a atividade letiva a partir de quinta-feira porque o número de pessoas que temos em isolamento social não nos permite continuar a manter a escola a funcionar. Não estão infetadas, atenção, estão apenas em isolamento social", adiantou à Lusa o presidente do Instituto Politécnico do Porto (IPP), João Rocha, onde está integrada esta escola.

Confirmando que um membro da escola tem coronavírus, apesar de não revelar se é um aluno, professor ou funcionário por uma questão de privacidade, João Rocha reforçou que a escola não vai encerrar, mas apenas suspender as aulas.

O homem de 40 anos regressou recentemente de Itália e está internado no Hospital de São João, no Porto, de acordo com a Direção-Geral de Saúde.

"Um homem de 44 anos que veio de Itália e está no Centro Hospitalar Universitário de São João. A situação clínica está estável."

No boletim divulgado na terça-feira ao final do dia, a DGS indicava a existência de 101 notificações de casos suspeitos.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde confirmou cinco casos de infeção, dos quais quatro no Porto e um em Lisboa.

A Organização Mundial de Saúde declarou o surto de Covid-19 como uma emergência de saúde pública internacional e aumentou o risco para "muito elevado".

Costa anuncia linha de crédito de 100 milhões de euros a empresas

O primeiro-ministro anunciou esta quarta-feira o lançamento de uma linha de crédito para apoio de tesouraria a empresas afetadas pelo impacto económico do surto do novo coronavírus, caso seja necessário, no valor inicial de 100 milhões de euros.

No debate quinzenal no parlamento, António Costa dedicou a sua intervenção inicial à epidemia de Covid 19, ressalvando que "o impacto económico para as empresas portuguesas tem sido moderado ou reduzido".

Maioria dos infetados com o Covid-19 acaba por recuperar

A esmagadora maioria dos infetados com o novo coronavírus acaba por recuperar. Mas ainda não existe um tratamento específico nem uma vacina. Nesta altura estão a ser feitos testes em laboratório para encontrar formas ainda mais eficazes de combate e, sobretudo, de prevenção.

Veja também:

  • 14:54