Coronavírus

Líder do Partido Democrático italiano infetado com Covid-19

MARCO COSTANTINO

Anúncio foi feito pelo próprio nas redes sociais.

Especial Coronavírus

O líder do Partido Democrático (PD) italiano e atual governador da região do Lácio, Nicola Zingaretti, está infetado pelo novo coronavírus, anunciou este sábado o próprio nas redes sociais.

"Os médicos disseram-me que testei positivo para o Covid-19. Estou bem mas devo permanecer em casa nos próximos dias. Daqui continuarei a fazer o trabalho que tenho de fazer. Coragem a todos", pode ler-se numa declaração do secretário nacional do PD na rede social Facebook, que acompanha um vídeo.

Nicola Zingaretti, cujo partido que lidera integra o Governo de Giuseppe Conte (que também conta com o Movimento 5 Estrelas, Livres e Iguais e Itália Viva) e governador de Lácio (centro, com capital em Roma) é o primeiro líder político nacional italiano infetado, depois de dois conselheiros da região da Lombardia (norte, capital em Milão).

O responsável político foi eleito secretário do partido em março de 2019, sucedendo ao interino Maurizio Martina, que por sua vez tinha sucedido ao antigo primeiro-ministro italiano Matteo Renzi.

Os colaboradores mais próximos de Zingaretti na região e também os restantes membros do partido terão que se submeter a controlos de saúde, já que estiveram em contacto próximo com o responsável nos últimos dias.

"Não tenho nenhum sintoma, mas obviamente que me submeterei a alguns controlos", explicou o subsecretário do Partido Democrático, Andrea Orlando, citado pela agência Efe.

Também terão de ser desinfetadas tanto as zonas da sede do governo regional, como as do partido.

Segundo os últimos dados sobre a situação em Lácio, há 54 pessoas que deram positivo, das quais 26 estão hospitalizadas, oito delas em unidades de cuidados intensivos, para além de um falecido.

Na Lombardia, toda a junta regional se encontra isolada depois de um caso positivo detetado entre os trabalhadores, e também foi infetada Patrizia Barbieri, presidente da Câmara Municipal de Placência, uma das cidades mais afetadas pelo surto na região da Emília-Romanha.

Os falecidos em Itália com coronavírus ascendem às 197 pessoas, e as pessoas contagiadas atualmente são já 3.916, de acordo com os últimos dados da Proteção Civil local.

O surto de Covid-19, detetado em dezembro, na China, e que pode causar infeções respiratórias como pneumonia, provocou 3.491 mortos e infetou mais de 98 mil pessoas em 87 países e territórios, incluindo nove em Portugal.

Das pessoas infetadas, mais de 55 mil recuperaram.

Além de 3.070 mortos na China, há registo de vítimas mortais no Irão, Itália, Coreia do Sul, Japão, França, Hong Kong, Taiwan, Austrália, Tailândia, Estados Unidos da América e Filipinas, San Marino, Iraque, Suíça, Espanha, Reino Unido e Países Baixos.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) confirmou 13 casos de infeção.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou o surto de Covid-19 como uma emergência de saúde pública internacional e aumentou o risco para "muito elevado".