Coronavírus

Caldas da Rainha fecha piscinas e condiciona eventos e o Hospital Termal

Ricardo Moraes

Serviços públicos continuam abertos com algumas restrições.

Especial Coronavírus

A Câmara das Caldas da Rainha determinou hoje o encerramento de piscinas e pavilhões municipais, e anunciou manter em funcionamento condicionado os museus e o Hospital Termal.

A partir de hoje são encerradas as piscinas municipais, da Escola Raul Proença, de Á-dos-Francos e de Santa Catarina, informou a Câmara, em comunicado.

Encerram ainda os pavilhões desportivos municipais, a biblioteca municipal, o Clube Sénior e o mercado semanal, que se realiza às segundas-feiras.

Devido à pandemia provocada pelo novo coronavírus, a Câmara deliberou ainda recomendar a suspensão de funcionamento de equipamentos de associações e outros organismos, nomeadamente, das piscinas dos Pimpões (coletividade), dos bombeiros e outras piscinas e planos de água de uso coletivo.

A recomendação é extensiva a pavilhões desportivos de outras entidades; à realização do Mercado de Santana (aos domingos, na freguesia de Alvorninha); a todos os espetáculos, conferências e reuniões alargadas no Centro Cultural e de Congressos (CCC); a todas as atividades com entidades externas e público promovidas no Centro da Juventude; todos os espetáculos, feiras, conferências e reuniões alargadas na Expoeste (pavilhão de feiras) e todas as atividades da Universidade Sénior Rainha D. Leonor.

Com funcionamento condicionado ficam parte dos serviços da autarquia, como os Museus Municipais, que suspendem as marcações para grupos superiores a dez pessoas, e o Espaço Turismo, que suspende o atendimento direto ao público e irá privilegiar o atendimento via digital ou 'online'.

No Hospital Termal das Caldas da Rainha os serviços estarão também condicionados com a redução do número de utilizações em permanência "a um terço da capacidade da sala de tratamentos, de modo a garantir a distância de segurança", divulgou a autarquia.

Os serviços de atendimento nos restantes edifícios municipais continuarão disponíveis "com as devidas alterações e adaptações", mas no comunicado difundido hoje o município apela a que as pessoas "ponderem a estrita relevância da sua deslocação aos serviços de atendimento municipais" e que privilegiem os contactos telefónicos ou eletrónicos.

O novo coronavírus responsável pela Covid-19 foi detetado em dezembro de 2019, na China, e já provocou mais de 4.900 mortos em todo o mundo, levando a Organização Mundial de Saúde a declarar a doença como pandemia.

MAPA INTERATIVO MOSTRA EM TEMPO REAL OS PAÍSES AFETADOS PELO CORONAVÍRUS

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) atualizou na quinta-feira o número de infetados, que registou o maior aumento num dia (19), ao passar de 59 para 78, dos quais 69 estão internados.

As escolas de todos os graus de ensino vão suspender todas as atividades letivas presenciais a partir de segunda-feira, devido ao surto Covid-19, anunciou na quinta-feira o primeiro-ministro, António Costa, numa declaração ao país.

O Governo decidiu também declarar o estado de alerta em todo o país, colocando os meios de proteção civil e as forças e serviços de segurança em prontidão.

Veja também: