Coronavírus

Médico da Casa Branca considera que Trump não precisa ser testado para o novo coronavírus

POOL New

Em causa está o teste positivo do embaixador do Brasil em Washington, com quem o Presidente norte-americano jantou no fim de semana passado.

Especial Coronavírus

O médico da Casa Branca disse na sexta-feira que Donald Trump não precisa de ser testado para o coronavírus, apesar do teste positivo do embaixador do Brasil em Washington com quem jantou no fim de semana passado.

O embaixador Nestor Foster é o segundo membro da delegação do Presidente brasileiro Jair Bolsonaro a ter resultado positivo para a Covid-19 e que teve contactou com o Presidente norte-americano.

O primeiro caso positivo de um membro da delegação brasileira foi o porta-voz de Bolsonaro, Fábio Wajngarten.

"A exposição do Presidente ao primeiro foi extremamente limitada (aperto de mão e fotografia) e, embora tenha passado mais tempo perto do segundo, todas as interações ocorreram antes do início de qualquer sintoma", disse o médico Sean Conley.

"Dado que o Presidente está sem sintomas não vale a pena fazer o teste Covid-19", acrescentou.

O médico explicou que, segundo o protocolo do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA, as interações de Trump com Foster e Wajngarten "seriam classificadas como de baixo risco", de modo que o Presidente também não requer uma quarentena voluntária.

Durante um encontro com a imprensa na sexta-feira na Casa Branca, Donald Trump disse que "muito provavelmente" faria o teste "em breve", apesar de não apresentar sintomas.

"Não sei se fui exposto, mas não tenho nenhum dos sintomas", afirmou Trump.

"Acho que farei de qualquer maneira (mesmo que não tenha sintomas) (...) Vamos ver o calendário", acrescentou.

Trump, no entanto, não quis responder a uma pergunta sobre porque não se submete a um regime de isolamento preventivo, conforme recomendado pelas autoridades de saúde em casos como o seu para pessoas que tiveram contacto com casos positivos.

Veja também: