Coronavírus

Cabo Verde anuncia primeira morte pela Covid-19

FERNANDO DE PINA

Trata-se de um turista inglês.

Saiba mais...

Um turista inglês de 62 anos é a primeira vítima mortal da Covid-19 em Cabo Verde, anunciou hoje o ministro da Saúde cabo-verdiano, Arlindo do Rosário, tratando-se daquele que foi o primeiro caso da doença detetado no arquipélago.

"O quadro clínico do paciente tinha vindo a agravar-se e teve o desfecho, o óbito, infelizmente, ontem (segunda-feira), às 23:00", anunciou o governante, recordando que aquele turista, de nacionalidade inglesa, estava internado desde o dia 19 de março.

"Em nome do povo de Cabo Verde, o Governo expressa os sentimentos de pesar aos familiares mas também ao povo inglês por essa perda", afirmou o ministro.

Em conferência de imprensa realizada hoje na Praia, Arlindo do Rosário explicou ainda que o acompanhante do turista inglês é outro dos casos confirmados da Covid-19 em Cabo Verde, que permanece "assintomático", juntamente com uma turista dos Países Baixos, que apresenta "um prognóstico reservado".

O governante reafirmou que estão assim confirmados dois casos da doença em Cabo Verde, ambos detetados em diferentes hotéis da ilha da Boa Vista, que se encontra em quarentena, para conter a pandemia.

"Não temos neste momento mais nenhum caso confirmado", assegurou, garantindo que um dos casos suspeitos, o marido da turista dos Países Baixos que inspira cuidados, deu resultado negativo para Covid-19.

Destacou igualmente a importância de, nesta altura, os casos confirmados estarem concentrados na ilha da Boa Vista: "Vamos aproveitar essa janela de oportunidade para reforçar (as medidas preventivas de combate) em todas as ilhas".

"Nós temos essa possibilidade de vencer", afirmou Arlindo do Rosário.

Para a ilha da Boa Vista já foram destacadas de dezenas de militares, polícias, enfermeiros e elementos da proteção civil, para reforçar os trabalhos de prevenção e a quarentena.

Os dois hotéis com casos de Covid-19 estão em quarentena, com centenas de turistas e funcionários no interior, em vigilância.

SIGA AQUI AO MINUTO AS ÚLTIMAS INFORMAÇÕES SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Veja também: