Coronavírus

A posição do Instituto Ricardo Jorge sobre os testes rápidos à Covid-19

A posição do Instituto Ricardo Jorge sobre os testes rápidos à Covid-19

Presidente do INSA recomenda cautela, mas não nega eventual utilidade. 

O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) sublinha que os chamados testes rápidos serão úteis em breve para perceber a imunidade da população ao novo coronavírus. O presidente do INSA esclarece, contudo, que não são fiáveis para efeitos de seleção. Fernando Almeida diz que os testes rápidos podem ser uma tentação e adianta que o Instituto deu parecer negativo.

Veja também:

  • 100 mortes e 5.170 casos de Covid-19 em Portugal

    Coronavírus

    O número de óbitos subiu de 76 para 100 em relação ao último balanço da DGS, enquanto o número de infetados aumentou de 4.268 para 5.170, mais 902 em relação a sexta-feira. A ministra da Saúde diz que a incidência máxima da doença deve acontecer no final de maio. Siga aqui ao minuto as últimas informações sobre a pandemia de Covid-19.

    Direto

    SIC Notícias