Coronavírus

PSA Sines atribui este mês um valor extra de 300 euros a cada um dos mil colaboradores

Empresa espera que decisão "possa ajudar a fazer face a alguns dos constrangimentos imediatos provocados pela pandemia de Covid-19."

A empresa PSA Sines, concessionária do Terminal XXI do porto alentejano, vai atribuir este mês um valor adicional de 300 euros a cada um dos mais de mil colaboradores para fazer face à pandemia da covid-19.

Numa comunicação interna, à qual a agência Lusa hoje teve acesso, o diretor-geral da empresa de Singapura, Gobu Selliaya, anunciou que o valor individual de 300 euros vai ser processado ainda este mês "na esperança que esta medida possa ajudar a fazer face a alguns dos constrangimentos imediatos, diretos e indiretos, provocados por esta pandemia".

A empresa estendeu ainda o apoio às famílias que se encontram em casa, a dar apoio aos filhos menores, adiando para abril o processamento do desconto no salário daqueles "que optaram por acionar a ausência" devido ao encerramento das escolas.

Desta forma, a empresa concessionária do terminal XXI do porto de Sines, no distrito de Setúbal, garante que o salário deste mês é pago na totalidade a esses colaboradores, em vez dos 66 por cento fixados pelo Governo.

Alargando o apoio à comunidade, a PSA Sines fez um donativo à Santa Casa da Misericórdia local, que vai permitir à instituição a criação de "um espaço próprio/adequado para o caso de ser necessário ativar a quarentena dentro das suas próprias instalações", referiu o mesmo responsável.

Considerando tratar-se de um momento em que "todos devemos estar à altura da ocasião, ajudando onde e como podemos", a PSA Sines reforçou que é importante "manter ao máximo a estabilidade".

A empresa "é responsável por garantir a sustentabilidade de inúmeras famílias na região, direta e indiretamente, ao mesmo tempo que desempenha um papel importante na manutenção das rotas de abastecimento, atividade igualmente crítica nos dias que correm", concluiu.

SIGA AQUI AO MINUTO AS ÚLTIMAS INFORMAÇÕES SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Veja também:

  • 100 mortes e 5.170 casos de Covid-19 em Portugal

    Coronavírus

    O número de óbitos subiu de 76 para 100 em relação ao último balanço da DGS, enquanto o número de infetados aumentou de 4.268 para 5.170, mais 902 em relação a sexta-feira. A ministra da Saúde diz que a incidência máxima da doença deve acontecer no final de maio. Siga aqui ao minuto as últimas informações sobre a pandemia de Covid-19.

    Direto

    SIC Notícias