Coronavírus

Testes rápidos “não são os melhores para usar na fase aguda da infeção”

Testes rápidos “não são os melhores para usar na fase aguda da infeção”

A análise do coordenador do Centro de Estudos de Doenças Crónicas.

Especial Coronavírus

Paulo Pereira, coordenador do Centro de Estudos de Doenças Crónicas e membro da equipa de resposta do CEDOC à Covid-19, explica porque razão os testes rápidos não devem ser utilizados na fase aguda da infeção e explica como podem ser utilizados mais tarde, numa fase subsequente.

Explica ainda que são precisos mecanismos para realizar os testes de forma mais célere.

  • Portugal com 435 mortos e 233 recuperados de Covid-19

    Coronavírus

    Portugal regista hoje 435 mortos associados à Covid-19, mais 26 do que na quinta-feira. Espanha anunciou o número diário de mortes mais baixo desde 24 de março. Ministros das Finanças europeus chegaram a uma acordo inédito para fazer face à crise. Siga aqui as últimas notícias sobre a pandemia da Covid-19.

    Direto

    SIC Notícias