Coronavírus

Covid-19: Betis acorda redução salarial com futebolistas

Marcelo del Pozo

Clube e os jogadores vão ainda fazer "uma significativa doação para a luta contra o coronavírus."

Especial Coronavírus

A equipa principal de futebol do Betis, na qual alinha o médio português William Carvalho, aceitou reduzir os salários, para minimizar os efeitos económicos da pandemia de covid-19, anunciou esta quarta-feira o clube de Sevilha.

"O conselho de administração do Real Betis chegou a um acordo satisfatório com os seus futebolistas para que estes reduzam o seu salário em 15% no caso de a competição ser suspensa definitivamente e em percentagens menores no caso de se poder finalizar a liga espanhola, com diferentes cenários, se à porta aberta ou fechada", lê-se num comunicado.

Na mesma nota, o clube diz que esta redução salarial também inclui a equipa técnica e os executivos da direção, com esta medida a permitir que não seja posta em causa a viabilidade económica dos andaluzes.

"A solidariedade dos futebolistas, técnicos e executivos do clube evita que a entidade tenha de solicitar um ERTE, que afetaria os 430 trabalhadores do Real Betis e as suas famílias", lê-se.

Na legislação espanhola, um ERTE é um procedimento pelo qual uma empresa procura obter autorização para despedir trabalhadores, suspender contratos de trabalho ou reduzir temporariamente o horário de trabalho, quando está a passar por dificuldades financeiras graves.

Além da redução dos salários, o clube e os jogadores vão ainda fazer "uma significativa doação para a luta contra o coronavírus, destinada, sobretudo, à compra de material de proteção para os profissionais de saúde que lutam diariamente contra a doença nos hospitais".

  • Uma Casa Cheia
    13:06