Coronavírus

Os conselhos de um astronauta para viver bem em isolamento social

O astronauta Andy Thomas trabalhou 22 anos na NASA e esteve 20 semanas em missão na Estação Espacial Mir.

Joe Skipper/ Reuters

Andy Thomas, que viveu quase 5 meses na Estação Espacial Mir, deixa algumas dicas para enfrentar as exigências da pandemia.

Especial Coronavírus

Viveu 140 dias seguidos na estação espacial russa. O astronauta Andy Thomas conhece bem as limitações do confinamento social. A experiência por que passou há 20 anos pode ser comparada ao isolamento em tempo de pandemia de Covid-19, por isso Thomas deixa alguns conselhos.

Quando partiu para a Estação Espacial Mir, sabia que iria passar quase 5 meses confinado a um pequeno espaço, a ter de lidar com as mesmas pessoas 24 horas por dia, sete dias por semana.

A perspetiva não era muito animadora: "Pensei que iria ser um trabalho muito difícil, mas acabou por ser uma experiência muito boa", admitiu Andy Thomas, em entrevista à Australian Broadcasting Corporation (ABC).

O astronauta considera que há dois aspetos fundamentais a ter em conta quando se vive em isolamento: a questão alimentar e os cuidados de higiene.

"É importante ter um plano alimentar. Adquira o que precisa para uma nutrição básica e, no caso de se tratar de uma família, planeiem as refeições necessárias para todos", explicou.

"Manter os hábitos de higiene pessoal quando se está em isolamento social também é importante", realçou Thomas.

Equilíbrio entre trabalho e lazer

A equipa a bordo da Estação Espacial Mir era composta por Thomas e dois cosmonautas russos, que passaram 20 semanas juntos em gravidade zero.

"Foi um dos momentos mais pacíficos da minha vida", disse o astronauta australiano, que admite também que olha para trás com muito carinho.

"Nós demo-nos bem. A estação espacial era suficientemente grande para encontrar um lugar, caso eu sentisse necessidade de estar sozinho", disse Thomas.

Thomas e dois cosmonautas russos que participaram na missão da Estação Espacial Mir.

Thomas e dois cosmonautas russos que participaram na missão da Estação Espacial Mir.

Reuters

Para o astronauta, no caso da pandemia do novo coronavírus, é importante que as pessoas que estão em isolamento possam trabalhar a partir de casa, de modo a que se mantenham produtivas e em contacto com os colegas. Caso o teletrabalho não seja viável, Thomas aconselha a que se encontrem outras atividades para que as pessoas se mantenham ocupadas em casa.

Thomas realçou também a importância de reservar um tempo para si mesmo.

"Quando se está em ambiente confinado e nada muda, é preciso também um tempo para o lazer".

Importância da rotina

"A rotina do dia a dia é o que nos sustenta", sublinhou, acrescentando que se torna ainda mais relevante quando se está a trabalhar a partir de casa.

"Habitualmente temos uma semana de trabalho de cinco dias, com dois dias para o fim de semana. Acho que é bom manter essa rotina, mesmo para quem não consiga estar em teletrabalho".

"É também importante que as pessoas socialmente isoladas não se afastem completamente e mantenham contacto com familiares e amigos, através das redes sociais, por exemplo", aconselhou.

Pelo contrário, o astronauta desaconselha totalmente que as pessoas cedam à preguiça e fiquem deitadas no sofá a ver Netflix.

"Evite assistir compulsivamente à Netflix, em vez disso pode por exemplo usar as redes sociais de forma produtiva e manter a atividade física, encontrando um equilíbrio entre tudo o que o seu corpo precisa: comida, nutrição, higiene e exercício. E concentre-se também no que sua mente necessita: trabalho e lazer", explicou.

Joe Skipper/ Reuters

Quando estava na estação espacial, Thomas aproveitava os momentos livres para assistir a filmes, fazer exercício e desenhar, desafios gratificantes apesar da dificuldade acrescida de serem feitos em gravidade zero. "Algo que não preocupa quem está na Terra, onde temos a gravidade como garantida", concluiu.

Andrew Sydney Withiel Thomas trabalhou 22 anos para a NASA.

Nasceu em Adelaide, no sul da Austrália, mas tem também cidadania norte-americana. Participou em várias missões espaciais, num total de 177 dias passados no espaço, com destaque para a missão na Estação Espacial Mir.

  • Uma Casa Cheia
    13:06