Coronavírus

Terminou o repatriamento dos passageiros do cruzeiro que atracou em Lisboa

JOSE SENA GOULAO

O cruzeiro vinha do Brasil para Itália com 1.300 pessoas a bordo.

Saiba mais...

Terminou ontem a operação de repatriamento de todos os passageiros do navio de cruzeiro MSC Fantasia, que atracou no Porto de Lisboa há quase duas semanas com mais 1.300 pessoas a bordo. O navio que vinha do Brasil para Itália, foi desviado para Lisboa em plena pandemia.

A operação de repatriamento, que envolveu autoridades de vários países, terminou ontem, com com o desembarque dos últimos cinco passageiros colombianos, que acabaram por ficar em Portugal, com visto especial por razões humanitárias.

Os últimos passageiros a abandonarem o país foram nove argentinos. Cerca de 500 tripulantes regressam aos seus países ainda esta semana.

A bordo do navio de cruzeiro seguiam apenas 27 portugueses e oito estrangeiros residentes em Portugal. Todos os outros pasageiros de 38 nacionalidades diferentes vinham na maioria do Brasil, União Europeia e Austrália.

ESPECIAL CORONAVÍRUS

SIGA AQUI AS ÚLTIMAS INFORMAÇÕES SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

  • Colin Powell: o último republicano moderado

    Mundo

    Serviu os últimos três Presidentes republicanos pré-Trump (Reagan, Bush pai, Bush filho) e ajudou a moldar a política externa da direita clássica na viragem do século. A partir de Obama, apoiou sempre os democratas, numa sólida barragem ao populismo demagógico, que sempre recusou. Era patriota, bravo, mas sempre racional. Vai fazer muita falta.

    Opinião

    Germano Almeida