Coronavírus

UE sairá "mais forte" da crise da Covid-19, defende Von der Leyen

Johanna Geron

"A morte da Europa já foi prevista muitas vezes", lembrou, acrescendo que a UE ainda perdura e saiu sempre por cima.

Especial Coronavírus

A União Europeia (UE) sairá "mais forte" da crise da Covid-19, apesar das dúvidas sobre a solidariedade entre Estados-membros, disse hoje a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.


"Estou convencida que a Europa sairá mais forte desta crise, afirmou, numa entrevista a uma rádio francesa.


Ursula von der Leyen reconheceu compreender o alerta do seu antecessor no cargo, Jean-Claude Juncker, quando este referiu que a falta de solidariedade é um perigo mortal para a UE, mas citou outro antigo presidente da Comissão Europeia - Jean Monnet - dizendo que "a Europa reforça-se nas crises".


Concretamente sobre o combate à pandemia da Covid-19, von der Leyen reiterou a necessidade de os Estados-membros cooperarem.


"Isto não funciona sempre perfeitamente, mas é bem melhor do que cada um por si", sublinhou, lamentando decisões individuais de alguns países no início da crise, como o encerramento das fronteiras internas e a interdição de exportação de material médico, e que entretanto foram abandonadas.


A líder do executivo comunitário reiterou também a intenção de lançar um plano de recuperação económica para a UE, através do orçamento comunitário e apontou para uma decisão depois da Páscoa.

ESPECIAL CORONAVÍRUS

SIGA AQUI AS ÚLTIMAS INFORMAÇÕES SOBRE O NOVO CORONAVÍRUS