Coronavírus

Covid-19: Mais 29 mortes e 754 infetados em Portugal

Armando Franca

O último balanço da DGS.

Especial Coronavírus

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou este domingo a existência de 295 mortes e 11.278 casos de Covid-19 em Portugal.

O número de óbitos subiu de 266 para 295 - uma subida de 10,9% em relação a ontem -, enquanto o número de infetados aumentou de 10.524 para 11.278, o que representa um aumento de 7,2%.

O número de casos recuperados mantém-se nos 75.

Há 1.084 pessoas internadas, 267 em Unidades de Cuidados Intensivos.

No Relatório de Situação divulgado este domingo, há, desde 1 de janeiro, um total de 86.370 casos suspeitos, dos quais 4.962 aguardam os resultados das análises e 70.130 testes que deram negativo.

O relatório da situação epidemiológica, com dados atualizados até às 24:00 de sábado, indica que a região Norte é a que regista o maior número de mortes (158), seguida da região Centro (72), da região de Lisboa e Vale do Tejo (58) e do Algarve (07).

Os casos confirmados:

  • 81 meninos e 81 meninas com menos de 10 anos;
  • 276 jovens entre os 10 e os 19 anos;
  • 487 homens e 692 mulheres entre os 20 e 29 anos;
  • 738 homens e 933 mulheres entre os 30 e 39 anos;
  • 826 homens e 1.232 mulheres entre 40 e os 49 anos;
  • 863 homens e 1.170 mulheres entre os 50 e os 59 anos;
  • 714 homens e 777 mulheres entre os 60 e 69 anos;
  • 580 homens e 479 mulheres entre os 70 e os 79;
  • 532 homens e 817 mulheres casos com mais de 80 anos.

No que diz respeito aos óbitos:

  • 1 homem e 3 mulheres entre os 40 e os 49 anos
  • 6 homens e 2 mulheres entre os 50 e os 59 anos;
  • 21 homens e 6 mulheres entre os 60 e os 69 anos;
  • 42 homens e 24 mulheres entre os 70 e os 79 anos;
  • 98 homens e 92 mulheres com mais de 80 anos.

Portugal recebe 20 toneladas de material médico vindo da China

Chegou na manhã deste domingo a Portugal um avião da TAP fretado com material médico oferecido pela China. O avião aterrou no aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa.

Transporta cerca de 144 ventiladores, um milhão de máscaras, 22 mil fatos de proteção, 100 mil pares de luvas e óculos de proteção e 10 mil toucas cirúrgicas. Tudo corresponde a mais de 4,5 milhões de euros em material.

Foi oferecido por uma empresa do ramo imobiliário da china que já tinha doado equipamento de proteção aos profissionais de saúde do Hospital de Santa Maria, em Lisboa.

SIGA AQUI AS ÚLTIMAS INFORMAÇÕES SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

ESPECIAL CORONAVÍRUS