Coronavírus

Mortes diárias por Covid-19 duplicaram nos Países Baixos

Francois Lenoir

Autoridades holandesas confirmaram esta terça-feira 234 mortes, o dobro das mortes diárias anunciadas nas últimas semanas.

Especial Coronavírus

As autoridades holandesas confirmaram hoje pelo menos 234 mortes da Covid-19, o dobro das mortes diárias anunciadas nas últimas semanas e que faz aumentar para 2.101 o total de mortos no país com a doença. O país tem 19.580 infetados com o novo coronavírus.

Segundo o Instituto Nacional de Saúde Pública, pelo menos 7.427 pessoas foram hospitalizadas nas últimas quatro semanas devido ao vírus, 292 das quais nas últimas 24 horas, o que indica um novo aumento dos casos.

Reconhecendo que o número de hoje "é claramente o mais alto" das últimas semanas, o instituto explica que isso se poderá dever "ao facto de muitas das mortes e admissões hospitalares às sextas-feiras, sábados e domingos só serem processadas e declaradas às segundas-feiras".

Com os dados divulgados hoje, os Países Baixos superaram a barreira das 2.000 mortes, embora estas possam ser mais, dado que não são feitos testes a todas as pessoas que morrem.

O mesmo se passa com os contágios, tendo em conta que não existem testes suficientes para os casos mais leves, reconhece o instituto holandês.

O governo de Mark Rutte convocou uma conferência de imprensa para hoje, após uma reunião urgente das autoridades de saúde para analisar os novos dados.

Para contrariar a propagação do vírus, os Países Baixos optaram por o que designam de "confinamento inteligente".

Este não obriga que as pessoas fiquem em casa, multando os que não mantenham na rua uma distância de metro e meio em relação aos outros.

A polícia holandesa indicou ter aplicado cerca de 1.400 multas (390 euros para adultos e 95 para menores) por incumprimento das medidas contra o coronavírus, o que inclui encontros de grupos, nas últimas duas semanas.

SIGA AQUI AS ÚLTIMAS INFORMAÇÕES SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19