Coronavírus

Cofundador do Twitter doa 920 milhões de euros para causas solidárias

Francois Mori

O valor, que corresponde a 28% da sua riqueza, será utilizado não só para a batalha contra a Covid-19, mas também para a educação e saúde dos jovens.

Especial Coronavírus

O cofundador do Twitter Jack Dorsey anunciou que vai doar mil milhões de dólares (920 milhões de euros), 28% da sua riqueza pessoal, para causas solidárias, incluindo a luta contra a pandemia da Covid-19.

Numa mensagem na rede social que ajudou a criar, Dorsey explicou que receberá o dinheiro através das suas ações na empresa de pagamentos online Square (da qual é também diretor executivo).

De acordo com a mensagem de Dorsey, o dinheiro não será dedicado exclusivamente à luta contra a Covid-19, já que após ter sido ganha a batalha contra a pandemia, a prioridade será para a educação e saúde das jovens.

"O impacto que esse dinheiro terá deve beneficiar as duas empresas (Twitter e Square) a longo prazo, porque ajudará as pessoas que queremos servir. Espero que isso inspire outras pessoas a fazer algo semelhante", escreveu o diretor executivo do Twitter.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou cerca de 1,4 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 80 mil.Dos casos de infeção, cerca de 260 mil são considerados curados.Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou cerca de 1,4 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 80 mil. Dos casos de infeção, cerca de 260 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

  • Uma Casa Cheia
    13:06