Coronavírus

Isenção de portagens na A23 para profissionais de saúde e forças de segurança

O valor das portagens das viagens realizadas será assumido e liquidado pela Globalvia.

Especial Coronavírus

A Globalvia, empresa concessionária da autoestrada A23, está a isentar de pagamento de portagens os profissionais cuja atividade esteja diretamente relacionada com o combate à pandemia da Covid-19 e particulares em cumprimentos de deveres profissionais.


"Esta disposição abrange profissionais que exerçam funções em hospitais e outras unidades locais de saúde, lares de idosos, forças de segurança e ordem pública, nomeadamente GNR, PSP, ANEPC e corporações de bombeiros, sitos nos concelhos limítrofes dos eixos da A23 (Abrantes - Guarda) (...)", explica, em comunicado publicado na sua página da Internet, a Globalvia.


Adianta ainda que o valor das portagens das viagens realizadas será assumido e liquidado pela Globalvia ao seu concedente.


"Deste modo, não serão debitados quaisquer valores de portagens por viagens realizadas pelos profissionais abrangidos, enquanto se mantiver declarado o estado de emergência pela pandemia da Covid-19", lê-se na nota.


A empresa sublinha que, com este gesto, se quer associar a todos aqueles que, para ajudar à contenção desta pandemia, se têm de deslocar pelas autoestradas concessionadas e operadas pela Globalvia.

SIGA AQUI AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

ESPECIAL CORONAVÍRUS