Coronavírus

Segundo caso positivo de coronavírus e recuperação do primeiro paciente em Timor-Leste

Amr Abdallah Dalsh

"Registamos um segundo caso positivo de uma pessoa que entrou na fronteira e que está atualmente em isolamento".

Especial Coronavírus

Timor-Leste registou o segundo caso confirmado de covid-19, uma pessoa que entrou no país pela fronteira terrestre com a Indonésia, com o primeiro paciente, registado a 21 de março a recuperar e a ter alta médica, informou esta sexta-feira o Governo.

O anúncio foi feito por Sérgio Lobo, porta-voz do Centro Integrado de Gestão de Crise (CIGC) da covid-19, depois de uma reunião hoje de manhã desta estrututra, liderada pelo primeiro-ministro, Taur Matan Ruak, para fazer um ponto da situação das medidas de prevenção e combate à doença.

"Registamos um segundo caso positivo de uma pessoa que entrou na fronteira e que está atualmente em isolamento", disse Lobo.

"Trata-se de um cidadão timorense que entrou pela Indonésia. Estamos a fazer rastreio aos contactos para determinar se são necessários testes adicionais", referiu em conferência de imprensa.

Este é o segundo timorense confirmado com a covid-19, depois de um diplomata de Timor-Leste destacado num país asiático ter sido infetado, estando atualmente estável e a recuperar da doença.

Na mesma conferência de imprensa, Sérgio Lobo anunciou ainda que o primeiro paciente infetado recuperou da doença e teve alta médica, depois de dois testes negativos consecutivos.

"Informo a comunidade que o primeiro caso positivo, depois de tratamento, registou dois testes negativos e por isso não precisa de internamento. Apesar disso aconselhamos a que se mantenha 14 dias de quarentena em casa, praticando distanciamento social", explicou.

Sérgio Lobo reiterou as recomendações do Governo para que mantenham "o sacrifício a bem da nação" e continuem a implementar todas as medidas preventivas recomendadas em termos de quarentena, distanciamento social e higiene pessoal.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 1,5 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram cerca de 89 mil, tendo 312 mil sido considerados curados.

ACOMPANHE AQUI AO MINUTO TODA A INFORMAÇÃO SOBRE A COVID-19