Coronavírus

DGS nega excesso de mortalidade até abril

DGS nega excesso de mortalidade até abril

Em causa está um estudo publicado na Ata Médica.

Especial Coronavírus

Diogo Cruz, sub diretor-geral da Saúde, nega que exista um excesso de mortalidade em Portugal desde o início da pandemia, como revela um estudo publicado na Ata Médica, garantido que não existe risco de duplicação de óbitos.

Siga aqui ao minuto toda a informação sobre a pandemia da Covid-19