Coronavírus

Reabertura faseada da economia em Portugal: conheça aqui as datas

JOSE SENA GOULAO

Livrarias, cabeleireiros e pequeno comércio abrem já segunda-feira.

Especial Coronavírus

António Costa reuniu esta quarta-feira com os partidos para discutir a reabertura da economia em Portugal. Ao que a SIC apurou, o plano de reabertura faseada vai ser feito em três fases: 4 de maio, 18 de maio e 1 de junho. Cada fase será precedida de uma reunião com partidos e parceiros para avaliar as medidas em curso e outras a implementar.

Em cada fase vai ser também preciso decidir se as medidas implementadas continuam, se devem ser adaptadas ou se é preciso voltar atrás. É importante lembrar que podem existir alterações no que respeita às datas de abertura descritas abaixo.

1.ª fase - 4 de maio

  • Espaços até 200 m2 ;
  • Pequeno comércio, preferencialmente com porta virada para a rua;

  • Cabeleireiros, barbeiros, stands de automóveis, conservatórias, serviços de atendimento ao público não concentrados;

  • Livrarias, bibliotecas e arquivos;

  • Autocarros com cabine no motorista de forma a isolá-los;

  • Reforço de autocarros na linha de Sintra;

  • Atividades desportivas individuais por exemplo o ténis e o golfe.

2.ª fase - 18 de maio

  • Espaços até 400 m2 ;
  • Restaurantes, museus, cafés, esplanadas e similares;

  • Palácios;

  • Creches (numa primeira fase, os pais podem ainda optar por continuar de apoio à família);

  • Escolas (aulas presenciais para 11.º e 12.º anos);

  • Autarquias podem decidir pontualmente pela abertura de outros estabelecimentos. Por exemplo, se um espaço tiver mais de 400 m2 mas não concentrar muita gente, a autarquia pode mandar abrir.

3.ª fase - 1 de junho

  • Espaços com mais de 400 m2 ;
  • Creches, pré-escola e ATL;
  • Lojas;
  • Lojas do Cidadão;
  • Centros comerciais;
  • Cinemas e teatros com lotação restringida;
  • Reinício das provas desportivas em recinto aberto mas sem público;
  • Desportos coletivos.