Coronavírus

Râguebi decreta final dos campeonatos seniores sem atribuição de títulos

Ed Sykes

Adiantou esta quinta-feira o presidente do organismo, Carlos Amado da Silva.

Saiba mais...

A Federação Portuguesa de Râguebi (FPR) vai decretar, na segunda-feira, o final dos campeonatos nacionais de seniores sem atribuição de títulos de campeão, devido à pandemia de covid-19, adiantou esta quinta-feira o presidente do organismo, Carlos Amado da Silva.

Em declarações à agência Lusa, o líder da FPR mostrou-se "de acordo" com a decisão do governo, de proibir a conclusão de todas as competições desportivas, com exceção da I Liga portuguesa de futebol, e remeteu a questão das subidas e descidas entre escalões para um diálogo "com todos os clubes".

"O que estava planeado era um modelo competitivo para concluir as competições. Não sendo possível, termos de pensar nisso com os clubes, mas, ou fica tudo como está ou teremos de arranjar maneira de fazer uma 'poule' curta quando for reaberta a possibilidade de competição", definiu Amado da Silva.

A FPR já tinha cancelado, em 10 de abril, todas as competições dos escalões de formação e femininas, fazendo depender a conclusão das competições seniores masculinas dos pareceres da Direção-Geral da Saúde e da Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto.

Agora, o líder da FPR foca a sua atenção na preparação da próxima época e em manter a confiança dos pais dos jovens atletas numa modalidade "de contacto físico e diferente das demais", para que não haja repercussões no número de praticantes.

"Temos de saber tomar medidas. A vida mudou e é preciso arranjar incentivos para a próxima época e não deixar que os jovens praticantes dispersem para outras modalidades", referiu Amado da Silva.

O governo vai permitir o regresso da I Liga de futebol, que foi suspensa em 12 de março, após 24 jornadas, a partir de 30 e 31 de maio, e da final da Taça de Portugal, mas não da II Liga e quaisquer outras competições desportivas nacionais.

Estas medidas constam no plano de desconfinamento aprovado hoje em Conselho de Ministros, quanto à transição do estado de emergência, que cessa no sábado, para o estado de calamidade.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 227 mil mortos e infetou quase 3,2 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Cerca de 908 mil doentes foram considerados curados.Em Portugal, morreram 989 pessoas das 25.045 confirmadas como infetadas, e há 1.519 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

ACOMPANHE AQUI AO MINUTO TODA A INFORMAÇÃO SOBRE A COVID-19

ESPECIAL CORONAVÍRUS