Coronavírus

Treinador do FC Barcelona antevê que não haverá transferências milionárias

Albert Gea

"A maioria dos clubes terá de reorganizar os seus orçamentos".

Especial Coronavírus

O treinador do FC Barcelona, Quique Setién, antevê que, devido à pandemia da covid-19, nas próximas janelas de transferências não haverá despesas milionárias como as registadas nos últimos anos, numa entrevista hoje à La Gazzetta dello Sport.

"A maioria dos clubes terá de reorganizar os seus orçamentos. As quantias pagas antes não serão mais possíveis, pelo menos a curto prazo. Não acho que alguém esteja disposto a pagar os 222 milhões [de euros] que custou Neymar", afirma o treinador espanhol.

Quique Setién, de 61 anos, sustenta que "o futebol viveu um ritmo descontrolado" e que devido à pandemia global provocada pelo novo coronavírus vai ter de ser repensado, nomeadamente no que diz respeito a contratações milionárias.

O treinador manifesta ainda a sua admiração pelo argentino Lautaro Martínez, avançado do Inter Milão, que poderá estar a caminho do FC Barcelona, e garante que o seu compatriota Lionel Messi ficará muito mais tempo no clube catalão.

"Lautaro é um ótimo jogador, e o FC Barcelona sempre se interessou por grandes jogadores. Os bons jogadores despertam o interesse do FC Barcelona, é claro. E também é verdade que, para muitos, a possibilidade de jogar com Messi é um grande incentivo", sustenta.

O avançado argentino, de 22 anos, marcou esta época 16 golos em 31 jogos pelo Inter Milão e é um dos jogadores mais seguidos pelos grandes da Europa, incluindo o FC Barcelona, que o colocou na agenda de possíveis reforços para o próximo ano.

Lautaro Martínez tem contrato com o clube italiano até 2023, com uma cláusula de rescisão de 111 milhões de euros, pelo que, face às condições financeiras atuais que os clubes atravessam, este poderá ser o principal entrave a juntá-lo a Lionel Messi em Camp Nou.

O treinador exclui uma possível contratação do bósnio Miralem Pjanic, cérebro do meio-campo da Juventus, do português Cristiano Ronaldo, num negócio que podia envolver o brasileiro Arthur Melo.

"Pjanic é um excelente jogador, mas desconheço que haja interesse da nossa parte. Arthur também afirmou que quer ficar no FC Barcelona e eu entendo-o perfeitamente. Ele não deixaria uma equipa como esta", sustenta Quique Setién.

O treinador expressa ainda a convicção de que o argentino Lionel Messi continuará por muito tempo em Barcelona.

"Messi não vai sair do FC Barcelona. Leo está em Barcelona há 20 anos e ninguém poderia explicar uma separação. Entre Messi e o Barcelona há muita conexão emocional, algo que vai além do dinheiro e dos interesses pessoais", assegura.

ACOMPANHE AQUI AO MINUTO TODA A INFORMAÇÃO SOBRE A COVID-19