Coronavírus

UGT lembra no 1.º de Maio os mais de 1 milhão de trabalhadores em casa e em lay-off

Entrevista SIC Notícias

UGT lembra no 1.º de Maio os mais de 1 milhão de trabalhadores em casa e em lay-off

Central sindical assinala Dia do Trabalhador com mensagens dos dirigentes sindicais nas redes sociais.

Especial Coronavírus

Devido ao estado de emergência em que o país se encontra, a UGT decidiu cancelar as suas comemorações do 1.º de Maio que tinha agendado para Vila Real e estar junto dos trabalhadores nas redes sociais, "no respeito pela saúde dos portugueses, pelas regras das autoridades de saúde e pelo estado de emergência", afirma o secretário-geral da UGT, Carlos Silva.

"Ainda que estejamos confinados em nossas casas, fruto da pandemia que nos assola e que veio alterar os nossos ritmos de vida em sociedade, não deixaremos de comemorar o dia histórico" da classe trabalhadora.

Em entrevista à SIC Notícias, o dirigente sindical fez questão de reiterar que a UGT não vai aceitar mais austeridade na sequência da crise pandémica.