Coronavírus

França vai manter as fronteiras fechadas

POOL New

Afirmou este domingo o ministro do Interior de França, Christophe Castaner.

Especial Coronavírus

O ministro do Interior de França, Christophe Castaner, afirmou este domingo que as fronteiras vão permanecer fechadas, apesar de o país iniciar o desconfinamento a partir do dia 11, explicando que o processo será articulado com a União Europeia.

"O nosso objetivo é que existam orientações europeias para a reabertura das fronteiras", explicou o governante, citado pela agência Efe.

Nesse sentido, Christophe Castaner explicou que as fronteiras dentro do espaço Schengen irão permanecer fechadas "até novo aviso", ressalvando, contudo, que a intenção é que se possa circular livremente entre os países membros antes de reabrir as fronteiras com o exterior.

A França estabeleceu como primeira fase de desconfinamento os dias 11 de maio a 01 de junho, estando durante este período limitadas as deslocações até a um raio de 100 quilómetros da residência.

As exceções a esta regra terão de prender-se com motivos profissionais ou familiares "urgentes".

Nesse plano de desconfinamento, apresentado pelo Governo francês no sábado, estabeleceu-se o prolongamento do estado de alerta sanitário até 24 de julho e uma quarentena obrigatória para pessoas que cheguem do estrangeiro a França.

No caso das pessoas que não apresentem sintomas, essa quarentena será de 14 dias, mas nas situações em que tenha sido diagnosticada a covid-19 o isolamento terá de ser, pelo menos, 30 dias.

A França regista 168.518 casos da covid-19 e 24.760 óbitos.

ACOMPANHE AQUI AO MINUTO AS INFORMAÇÕES SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19