Coronavírus

O que disse o bispo de Leiria-Fátima há um mês sobre o 13 de Maio?

D. António Marto emocionou-se ao antecipar cerimónias sem peregrinos.

Especial Coronavírus

Há cerca de um mês, o bispo de Leiria-Fátima antecipava que, este ano, as celebrações de Fátima iriam decorrer sem peregrinos no recinto.

D. António Marto dizia que suspender a peregrinação “é um ato de responsabilidade”, apesar de uma decisão que o deixava em lágrimas por reconhecer a sua importância para os milhares “que vêm em busca de alimento e conforto espiritual”.

Este sábado, em entrevista à SIC, a ministra da Saúde assumiu, no entanto, que as celebrações do 13 de Maio são "uma possibilidade", desde que sejam uma opção dos organizadores e cumpridas as regras sanitárias.

"Se essa for a opção de quem organiza as celebrações, de organizar uma celebração do 13 de Maio onde possam estar várias pessoas, desde que sejam respeitadas as regras sanitárias, isso é uma possibilidade", disse.

ACOMPANHE AQUI AO MINUTO AS INFORMAÇÕES SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19