Coronavírus

Passageiros da Air France terão de usar máscara

FRANCOIS MORI / AP

Durante todo o trajeto.

Especial Coronavírus

A companhia aérea Air France anunciou hoje que, a partir de 11 de maio, todos os seus passageiros terão que usar máscara a bordo, durante todo o trajeto, seguindo as instruções do Governo francês.

Em comunicado, a transportadora francesa adianta que vai avisar os seus clientes desta obrigação, para que se possam preparar antecipadamente.

Entre as medidas adotadas em França para o setor da aviação, para conter a propagação do novo coronavírus (covid-19), que causou no país 24.895 mortos, estão o uso obrigatório de máscaras por tripulantes e outros funcionários que tenham contacto com os passageiros; manter uma distância física dentro dos aviões, quando for possível; reforçar os procedimentos de limpeza das aeronaves, o que inclui a pulverização com um produto que mata o vírus.

Nos voos de curta e média distância suspenderam-se os serviços de bebidas e alimentação e nos de longa distância todos os produtos serão empacotados individualmente.

A Air France recorda que o ar dos aviões é renovado a cada três minutos e que o sistema de filtragem é idêntico ao que se utiliza nas salas de operações dos hospitais, conseguindo filtrar 99% dos vírus.

Durante o período de confinamento, a companhia francesa efetuou 3 a 5% dos voos habitualmente realizados (30 a 40 por dia) e, a partir de 11 de maio, data em que França inicia o seu desconfinamento, vai proceder a um aumento limitado e progressivo, com prioridade para a rede de voos domésticos.

O Governo francês decretou também que, a partir de 11 de maio, o uso de máscara será obrigatório nos transportes públicos.

Mais 20 mortes e 242 infetados com Covid-19 em Portugal

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta segunda-feira a existência de 1.063 mortes e 25.524 casos de Covid-19 em Portugal.

O número de óbitos subiu, de ontem para hoje, de 1.043 para 1.063, mais 20 - uma subida de 1,9% -, enquanto o número de infetados aumentou de 25.282 para 25.524, mais 242, o que representa um aumento de 1%.

O número de casos recuperados subiu de 1.689 para 1.712, mais 23 do que ontem.

Há 813 doentes internados, 143 encontram-se em Unidades de Cuidados Intensivos.

Quase 250 mil mortos e mais de 3,5 milhões de infetados no mundo

A pandemia de covid-19 já matou 247.503 pessoas e infetou mais de.521.600 em 195 países desde que surgiu em dezembro na cidade chinesa de Wuhan, segundo um balanço da AFP às 11:00.

Pelo menos 1.073.568 pessoas foram consideradas curadas.

Os Estados Unidos, que registaram o primeiro morto ligado ao novo coronavírus no final de fevereiro, lideram em número de mortos e casos, com 67.682 e 1.158.041, respetivamente. Pelo menos 180.152 pessoas foram declaradas curadas.

Depois dos Estados Unidos, os países mais afetados são Itália com 28.884 mortes por 210.717 casos, o Reino Unido com 28.446 mortes (186.599 casos), Espanha com 25.428 mortes (218.011 casos) e França com 24.895 mortes (168.693 casos).

A China (excluindo os territórios de Hong Kong e Macau), onde a epidemia começou no final de dezembro, contabilizou 82.880 casos (três novos entre domingo e hoje), incluindo 4.633 mortes (nenhuma nova) e 77.766 curados.

Até às 11:00 de hoje, a Europa totalizou 143.981 mortes para 1.562.776 casos, Estados Unidos e Canadá 71.456 mortes (1.217.515 casos), América Latina e Caraíbas 13.877 mortes (257.988 casos), Ásia 9.235 mortes (244.381 casos), Médio Oriente 7.025 mortes (186.403 casos), África 1.806 mortes (44.391 casos) e Oceânia 123 mortes (8.153 casos).