Coronavírus

Reservas nacionais de sangue sofreram quebra de cerca de 40 por cento

Reservas nacionais de sangue sofreram quebra de cerca de 40 por cento

Milhares da dadores já estão a ser convocados por SMS

Especial Coronavírus

As reservas nacionais de sangue sofreram uma quebra de cerca de 40 por cento, de acordo com Alberto Mota, presidente da Federação de Dadores de Sangue .

O Instituto Português do Sangue aponta como motivo a redução das dádivas nos últimos dois meses, como consequência da pandemia.

O fim do estado de emergência pode significar um risco maior de acidentes e o Instituto receia que seja necessário ativar o nível de alerta laranja. Isto acontece caso haja apenas reservas para três a cinco dias, o que pode comprometer a atividade cirurgica.

Milhares da dadores já estão a ser convocados por SMS.