Coronavírus

Aplicações que detetam portadores de coronavírus são mecanismos de vigilância intrusiva?

Aplicações que detetam portadores de coronavírus são mecanismos de vigilância intrusiva?

Marco Carrasqueira

Marco Carrasqueira

Editor de Imagem

Covid-19: o País e o Mundo

Especial Coronavírus

Na Suíça foi criada uma aplicação que permite detetar contactos com portadores de coronavírus. Os voluntários para testar a aplicação são 100 soldados do exército suíço.

A aplicação comporta-se como um submarino que envia sinais sonoros, explica Alfredo Sanches, do Laboratório de Tecnologia da Suíça.

Aos poucos estamos a criar algo muito próximo de um mecanismo de vigilância intrusiva, considera Marcel Salath, do mesmo laboratório.

As opiniões na sociedade sobre o recurso a estes dados dividem-se.