Coronavírus

Mais 244 mortes em Espanha nas últimas 24 horas

Paul White

O último balanço das autoridades de saúde espanholas.

Especial Coronavírus

O Ministério de Saúde espanhol anunciou esta quarta-feira a existência de 25,857 mortes e 220.325 casos de Covid-19 no país.

O número de vítimas mortais subiu, de ontem para hoje, de 25.613 para 25,857, mais 244, um aumento face ao dia anterior, enquanto o número de infetados aumentou para 220.325.

Os dados diários indicam ainda que, nas últimas 24 horas, foram hospitalizados 857 doentes, num total de 120.466 de pessoas que precisaram de ser internadas.

Até ao momento 126.002 pacientes foram identificados como recuperados.

Espanha iniciou na segunda-feira a primeira fase de alívio das medidas em vigor de luta contra a covid-19, com a abertura parcial do pequeno comércio, como barbearias, cabeleireiros e restaurantes que passam a vender comida para levar.

Congresso espanhol vota hoje nova prorrogação do estado de emergência

O Congresso dos Deputados espanhol vota hoje o prolongamento por mais duas semanas do confinamento em Espanha, proposta apresentada pelo primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, para evitar a propagação do novo coronavírus.

POOL NEW

Pela quarta vez desde 15 de março, dia em que começou o confinamento em Espanha, Sánchez apresenta o pedido na câmara baixa do Parlamento espanhol (Congresso dos Deputados), o que, se aprovado, vai estender até 25 de maio o estado de emergência.

Fronteiras terrestres com Espanha vão continuar fechadas depois de 14 de maio

As fronteiras terrestres entre Portugal e Espanha vão continuar encerradas depois de 14 de maio, anunciou esta terça-feira o ministro da Administração Interna, sem avançar com uma data para a reabertura.

Na comissão parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, onde foi ouvido durante a tarde hoje, Eduardo Cabrita afirmou que o controlo das fronteiras terrestres vai ser prolongado "para lá de 14 de maio"."14 de maio, certamente não (reabertura das fronteiras).

NUNO VEIGA / LUSA

Não antecipo nenhuma data", precisou o ministro, frisando que está "dependente do sucesso" de Portugal e de Espanha na luta contra a covid-19.

O controlo das fronteiras terrestres com Espanha está a ser feito desde as 23:00 do dia 16 de março em nove pontos de passagem autorizada devido à pandemia de covid-19.

Futebolistas do Eibar admitem receio de contágio e pedem garantias

O plantel, que inclui os portugueses Rafa Soares e Paulo Oliveira, e a equipa técnica do Eibar pediram esta terça-feira "garantias" e "responsabilidade" para um regresso ao futebol, face ao perigo de contágio da covid-19.

VINCENT WEST

Num comunicado, a que a agência EFE teve acesso, os futebolistas e treinadores do Eibar defendem que o futebol é uma atividade em que não é possível cumprir a primeira recomendação das autoridades de saúde, a do "distanciamento físico".

"Temos medo de iniciar uma atividade em que não podemos cumprir a primeira recomendação dos especialistas, o distanciamento físico. Preocupa-nos que, ao fazermos o que mais gostamos, possamos contagiarmo-nos, infetar os nossos familiares e amigos, e, até, contribuir para um aumento na epidemia, com as terríveis consequências que tem para toda a população", indicam.

O plantel lembra que em primeiro lugar deve estar a saúde de todos e que, por isso, é o momento dessa ideia prevalecer em factos e não em palavras, colocando muitas dúvidas em relação a um regresso do futebol.