Coronavírus

Os primeiros 100 ventiladores portugueses produzidos em tempo recorde

Ventiladores vão seguir para o Hospital de Santo António, no Porto.

Especial Coronavírus

A mensagem de António Costa foi clara: é preciso reforçar a capacidade de produção nacional de ventiladores para o país deixar de depender de um mercado externo desregulado e selvagem.

O primeiro-ministro esteve, esta sexta-feira, no CEIIA, Centro de Engenharia e Desenvolvimento de Matosinhos, que concluiu em tempo recorde os 100 primeiros ventiladores.

ACOMPANHE AQUI TODA A INFORMAÇÃO SOBRE A COVID-19