Coronavírus

Centeno diz que é preciso um "poderoso plano" para recuperar a Europa

Francisco Seco

Celebra-se hoje o dia da Europa, que assinala os 70 anos da declaração Schuman.

Especial Coronavírus

O ministro das Finanças e presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, considerou hoje, no Twitter, que a atual crise provocada pela pandemia da covid-19 é uma tragédia humana e defendeu a necessidade de um "poderoso plano" para recuperar a Europa.

Num vídeo colocado na rede social com o 'hashtag' "#EuropeDay2020 #StrongerTogether" a propósito da comemoração hoje do dia da Europa, Mário Centeno afirma que a atual crise é mais que um choque económico.

"Mais que um choque económico, estamos a viver uma tragédia humana e um desafio à nossa forma de vida", diz Centeno, adiantando que se pode chamar Marshall ao referido plano de recuperação económica, mas que desta vez este tem de ser financiado pela Europa e não por outros.

O plano Marshall foi um programa de ajuda económica dos Estados Unidos aos países da Europa Ocidental com o objetivo de os reconstruir depois da II Guerra Mundial.

Como muitas vezes no passado, a resposta para os problemas da Europa está na Europa, refere o ministro, adiantando que a solução para a crise vai definir os europeus e formatar a Europa nos próximos anos.

Citando Epicteto, o ministro português, que no vídeo aparece com a Praça do Comércio em Lisboa como pano de fundo, defende que não é o acontece a uma pessoa o que interessa, mas sim a forma como reage ao acontecimento.

O dia da Europa comemora-se em 09 de maio para festejar a paz e a unidade do continente europeu.

A data foi escolhida porque o estadista francês Robert Schuman avançou com a proposta de uma entidade europeia supranacional em 09 de maio de 1950.

Portugal com 1.114 mortes e 27.268 casos de Covid-19

Portugal registava na sexta-feira 1.114 mortes relacionadas com a covid-19, mais nove do que na quinta-feira ( 1.105) e 27.268 infetados (mais 553).

Relativamente ao número de casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus (27268), os dados da Direção Geral da Saúde (DGS) revelam que há mais 533 casos do que na quinta-feira (26.715).

O número de casos recuperados subiu de 2.258 para 2.422, mais 164 do que quinta-feira.

Há 842 doentes internados, 127 encontram-se em Unidades de Cuidados Intensivos.