Coronavírus

Número de mortes devido à Covid-19 em Espanha volta a descer

JUANJO MARTIN

143 mortos nas últimas 24 horas, valor mais baixo desde 18 de março.

Especial Coronavírus

O número de mortos devido à Covid-19 em Espanha nas últimas 24 horas foi o mais baixo desde 18 de março: 143, enquanto no dia anterior foram 179, revelou hoje o ministro da Saúde.

Há até agora um total de 26.621 óbitos.

De acordo com o Ministério da Saúde espanhol, houve 621 novos casos positivos com a doença, um número maior do que no sábado, mas que não põe em causa a tendência de redução dos últimos dias, elevando para 224.390 o total de infetados confirmados até hoje pelo teste PCR, o mais fiável na deteção do vírus.

Os dados diários indicam ainda que, nas últimas 24 horas, foram hospitalizados 465 doentes, num total de 122.730 pessoas que precisaram de ser internadas até agora.

Mundo ultrapassou 4 milhões de pessoas infetadas pelo novo coronavírus

Este sábado, o mundo ultrapassou 4 milhões de pessoas infetadas pelo novo coronavírus.

São os números oficiais, registados pelas autoridades sanitárias de 212 países.

Mas os peritos advertem que os dados reais são, seguramente, muito superiores.

Os Estados Unidos continuam a ser, de longe, a nação mais atingida com mais de 1 milhão e 300 mil casos de Covid-19.

Mas o México e a Rússia são os países onde a infeção cresce mais depressa, neste momento.

Portugal com mais 12 mortes e 138 novos casos de Covid-19

Portugal regista este sábado 1,126 mortes relacionadas com a covid-19, mais 12 do que na sexta-feira (1.114) e 27.406 infetados, mais 138 que na sexta-feira (27.268), segundo o boletim epidemiológico divulgado hoje pela Direção Geral da Saúde.

Trata-se de uma redução no número de novos casos de infeção no pais. Em 24 horas foram registados mais 138 casos. O numero total subiu assim para 27.406, uma subida de apenas 0,5%, uma evoluçao que fica bem abaixo das registadas nos ultimos dias.

Mas o número de mortes continua a subir: em 24 horas a pandemia fez mais 12 vítimas mortais - um aumento de 1,1%.