Coronavírus

Instituto Ricardo Jorge já detetou 600 mutações ao genoma do novo coronavírus

Até agora já foram feitos nove mil testes em empresas da região de Lisboa e Vale do Tejo.

Especial Coronavírus

O instituto Ricardo Jorge já detetou 600 mutações ao genoma do novo coronavírus, em 800 amostras analisadas e esta quinta-feira ficou ainda a saber-se que, só nas empresas da grande Lisboa, vão ser feitos mais de 14 mil testes.