Coronavírus

Ministra da Cultura promete mais diálogo para adaptar a legislação

Vai ser realizado um inquérito aos trabalhadores do setor.

Especial Coronavírus

Decorreu esta sexta-feira a primeira reunião interministerial com o setor das Artes para discutir a situação laboral dos trabalhadores precários. A ministra da Cultura prometeu um inquérito ao setor até ao final do ano e mais diálogo.

Graça Fonseca admite que precisa de conhecer o setor e promete que, até ao final do ano, vai ser feito um inquérito aos profissionais da cultura. Os últimos dados divulgados pelo governo reportam-se a 2018 e referem que trabalhavam na Cultura 160.600 pessoas e, deste universo, mais de 40 mil eram trablhadores independentes.

Mais de 1.500 manifestantes em Lisboa por medidas de apoio à cultura

Mais de 1.500 trabalhadores da cultura manifestaram-se ontem na Praça do Rossio, em Lisboa, contra a falta de apoios a um setor maioritariamente precário e que sofre efeitos “catastróficos” com a paragem da atividade, devido à pandemia de covid-19.

“Parados, Nunca Calados” foi o mote da manifestação nacional promovida pelo Manifesto em Defesa da Cultura e pelo Sindicato dos Trabalhadores de Espectáculos, do Audiovisual e dos Músicos (Cena-STE), que decorreu em Lisboa, no Porto e em Faro, e à qual se associaram também cerca de oito dezenas de profissionais de Viana do Castelo.

Veja mais:

  • 34:18