Coronavírus

"O futuro vai contar com o novo aeroporto do Montijo"

Ana Geraldes

Ana Geraldes

Jornalista

Primeiro-ministro diz que a construção é um sinal de "confiança" na recuperação do país.

Especial Coronavírus

A crise no setor da aviação não vai travar as obras do novo aeroporto de Lisboa. António Costa quis esta manhã reafirmar o compromisso com a concessionária Vinci, numa visita ao terminal do aeroporto Humberto Delgado.

O aeroporto de Lisboa prepara-se para abrir rotas dentro de 10 dias, o que trará mais passageiros. Assim o espera o CEO da Vinci e o Primeiro-ministro que, pelos espaços, foi vendo as medidas de higienização e segurança implementadas.

Tudo em nome da confiança: "Normas de segurança nos aeroportos é a maior garantia que a reabertura do tráfego não é um fator de risco não controlado do desenvolvimento desta pandemia", disse António Costa.

Mas já a pensar no futuro e na recuperação do país que em muito depende da retoma de um setor importante como o turismo e do movimento de passageiros nos aeroportos nacionais, António Costa sublinhou a confiança no compromisso com a Vinci: "Num momento em que a esmagadora maioria dos aviões está em terra, em que o tráfego aeroportuário caiu radicalmente, o compromisso firme da Vinci de afirmar vamos avançar com a construção do novo aeroporto de Lisboa é um gesto de grande confiança naquilo que é o futuro do nosso país."

E para que não restassem dúvidas, acrescentou: "O futuro será seguramente diferente do que foi o passado, mas o futuro vai contar com o novo aeroporto do Montijo".

Curiosamente, neste dia em que António Costa, acompanhado pelo ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, visitou o aeroporto de Lisboa, o Presidente da República tinha como único ponto de agenda uma audiência ao CEO da Vinci, Nicolas Notebaert.