Coronavírus

Lisboa e Vale do Tejo com 90% dos novos casos de Covid-19

Rafael Marchante

Dos nove óbitos registados nas últimas 24 horas, oito são da região de Lisboa e Vale do Tejo.

Especial Coronavírus

Lisboa e Vale do Tejo (LVT) continua a ser a região do país com mais casos diários detetados de infeção por covid-19, com 90% dos 382 reportados este sábado, segundo a Direção-Geral da Saúde.

A região de LVT, onde nos últimos dias se tem concentrado a realização de testes para detetar a doença, tem hoje 90% dos novos casos, após ter registado 89% das infeções na sexta-feira, 93,3% na quinta-feira, 91,5% na quarta-feira e 81,02% na terça-feira.

Os 382 novos casos reportados estão distribuídos regionalmente da seguinte forma: Lisboa e Vale do Tejo 345, Norte 21, Centro 10, Alentejo três, Algarve dois e Açores um. A Região Autónoma da Madeira não registou novas infeções nas últimas 24 horas.

De acordo com o boletim hoje divulgado, no último dia foram registados nove óbitos, para um total de 1.474 desde o início da contagem em Portugal, oito na região de Lisboa e um na região Norte.

Relativamente aos dados divulgados na sexta-feira, LVT regista 345 novos casos, para um total de 12.818, o Norte, com 21 novos casos, representa 5,49% dos novos infetados, para um total de 16.855, o Centro, com 10, representa 2,6%, para 3.799, o Alentejo, com três novos infetados, representa 0,7%, para 266, e o Algarve representa 0,5%, com dois novos casos, para 382.

Não foram verificados novos casos na Madeira e aos Açores a DGS atribui hoje um caso (0,2%).Lisboa permanece como o concelho do país onde se verificam mais infetados, com 2.595 (mais 40 do que na véspera).

Sintra, também na Área Metropolitana de Lisboa (AML), é o terceiro concelho com mais infetados e apresenta hoje um total de 1.558 casos, mais 37 do que no dia anterior.

Ainda na AML, Loures está com 1.191 (+19) casos, a Amadora com 1.023 (+31), Odivelas 655 (+13) e Cascais 649 (+24).

No Norte, os concelhos com mais casos acumulados são os de Vila Nova de Gaia (1.592, mais 12), do Porto (1.414, mais 13), de Matosinhos (1.292, mais sete), de Braga (1.256, mais 23) e de Gondomar (1.093, mais cinco).

CASOS EM LISBOA E VALE DO TEJO DEVEM "CRESCER NOS PRÓXIMOS DIAS"

A ministra da Saúde admitiu este sábado que "é muito provável que o número de casos em Lisboa e Vale do Tejo venha a crescer nos próximos dias", mas afastou a adoção de "medidas mais restritivas" para a região.

Na conferência de imprensa diária sobre a situação da pandemia de covid-19, Marta Temido realçou que as autoridades não têm "ainda a perceção exata" da dimensão do aumento de casos na região de Lisboa e Vale do Tejo, a que mais preocupa as autoridades nesta altura.

"Medidas mais restritivas não estão em cima da mesa", assegurou, referindo que foram feitos "mais de 14 mil testes de rastreio" nos focos identificados na região de Lisboa e Vale do Tejo e que "ainda hoje estão a decorrer testes".

António Costa quer portugueses na praia a cumprir as normas da DGS

No arranque da época balnear, o primeiro-ministro esteve na Praia da Rocha, em Portimão, onde disse que os portugueses vão poder continuar a ir à praia, desde que cumpram as regras de segurança.