Coronavírus

Mais 3 mortes e 367 casos de Covid-19 em Portugal

NUNO VEIGA

Portugal supera os 40 mil infetados. Lisboa e Vale do Tejo ultrapassa o Norte em número de casos positivos.

Especial Coronavírus

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta quarta-feira a existência de 1.543 mortes e 40.104 casos de Covid-19 em Portugal, desde o início da pandemia.

O número de óbitos subiu, de ontem para hoje, de 1.540 para 1.543, mais três em relação a ontem, enquanto o número de infetados aumentou de 39.737 para 40.104, mais 367, o que corresponde a um aumento de 0,9%.

Há 429 doentes internados, menos 12 em relação a ontem. 73 encontram-se em Unidades de Cuidados Intensivos, mais um face a terça-feira.

O número de casos recuperados subiu de 25.829 para 26.083, mais 254.

Rafael Marchante

302 DOS 367 NOVOS CASOS EM LISBOA E VALE DO TEJO

Na região de Lisboa e Vale do Tejo, que ultrapassou hoje o Norte em número de casos positivos, a pandemia atingiu os 17.527 infetados, mais 302 do que na terça-feira.

Esta subida corresponde a 82,3% dos novos contágios, a nível nacional.

Na distribuição dos casos infetados por concelhos, Lisboa é o que regista o maior número de casos (3.238 - mais 47), seguido por Sintra (2.370 - mais 45), Loures (1.707 - mais 27), Vila Nova de Gaia (1.628 - mais 6), Amadora (1.511 - mais 32), Porto (1.414), Matosinhos (1.292), Braga (1.256), Maia (950) e Odivelas (1.017 - mais 54).

Armando Franca

O Norte regista 17.339 infeções e 814 mortos, o Centro 4.042 casos confirmados e 248 óbitos, o Algarve 15 mortos e 552 pessoas infetadas e o Alentejo dois mortos e 406 pessoas com Covid-19.

Os Açores apresentam 146 casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-Cov-2 e 15 mortes, enquanto a Madeira tem 92 pessoas infetadas e mantém-se sem qualquer óbito registado.

DISTRIBUIÇÃO DOS DADOS POR GÉNERO E FAIXA ETÁRIA

Os dados do relatório da DGS indicam que, do total de mortes registadas até hoje, 777 são mulheres e 766 homens.

Por faixa etária, o maior número de mortes regista-se entre as pessoas com 80 ou mais anos (1.033), seguida pela faixa entre os 70 e os 79 anos (298). Entre a população com idades compreendidas entre os 60 e 69 anos há 141 mortes.

Os dados da DGS registam ainda 49 mortes na faixa etária entre os 50 e os 59 anos, 18 entre os 40 e os 49 anos, duas entre os 30 e os 39 anos e duas na faixa etária dos 20 aos 29 anos.

Relativamente ao total de casos de infeção, os dados apontam que 22.540 são mulheres e 17.564 homens.

Facebook Rui Moreira

A faixa etária mais afetada pela doença é a dos 40 aos 49 anos (6.720), seguida da faixa entre os 50 e os 59 anos (6.389) e das pessoas com idades compreendidas entre os 30 e os 39 anos (6.329).

Nas faixas etárias mais jovens, entre os 20 e os 29 anos, registam-se 5.790 casos e, entre os 10 e os 19 anos, 1.569.

Nas crianças até aos nove anos verificam-se 1.090 casos, precisam os dados da Direção-Geral da Saúde.

Segunda morte por Covid-19 no lar de Caneças

Nas últimas horas morreu mais um dos utentes do lar de Caneças, em Odivelas, vítima da Covid-19. São agora duas as vitimas mortais na instituição, que tem 85 infetados, entre utentes e funcionários.

A primeira morte aconteceu na terça-feira. Nenhum dos 60 idosos infetados tinha precisado de ir ao hospital, mas na segunda-feira à tarde, um dos utentes piorou repentinamente.

SIC

Bastonário pede mais rigor para controlar propagação do vírus

Com o surgimento de novos surtos de Covid-19 pelo país, o Bastonário da Ordem dos Médicos deixou o aviso de que "a pandemia ainda não acabou" e apela aos cidadãos para que sejam "rigorosos" no cumprimento das "medidas" de prevenção da propagação da pandemia da Covid-19, tais como o distanciamento social ou a utilização de máscaras.

VEJA MAIS NO ESPECIAL CORONAVÍRUS