Coronavírus

África com quase 10 mil mortes e mais de 382 mil casos de Covid-19

Themba Hadebe / AP

A África Austral regista o maior número de casos, a grande maioria concentrada na África do Sul. Egito é o país com mais mortes.

Especial Coronavírus

O número de mortos em África devido à covid-19 subiu para 9.657, mais 173 nas últimas 24 horas, em mais de 382 mil casos, segundo os dados mais recentes sobre a pandemia no continente.

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o número de infetados é de 382.652, mais 11.104 casos nas últimas 24 horas.

O número de recuperados é hoje de 182.569, mais 4.162.

A África Austral regista o maior número de casos (143.590) e contabiliza 2.524 mortos, a grande maioria concentrada na África do Sul, o país com mais infetados em todo o continente (138.134) e que regista 2.456 vítimas mortais.

O Norte de África lidera no número de mortes (4.098), em 96.351 infeções.

A África Ocidental conta 1.270 mortos em 73.876 infetados, a África Oriental regista 1.049 vítimas mortais em 35.783 casos, enquanto na África Central há 716 mortos em 33.052 infeções.

Os cinco países africanos mais afetados:

  • Egito, o país africano com mais vítimas mortais, contabiliza hoje 2.789 mortos e 65.188 casos de infeção
  • África do Sul, com 138.134 casos e 2.456 vítimas mortais.
  • Argélia, com 897 vítimas mortais e 13.273 infetados.
  • Nigéria, com 565 mortos e 24.567 infetados
  • Sudão, com 572 mortes, apesar de ter um número de infeções mais reduzido (9.257).

Países africanos lusófonos:

Quanto aos países africanos lusófonos, a Guiné-Bissau é o que tem mais infeções e mortes, com 1.614 casos e 21 vítimas mortais, de acordo com os dados mais recentes das autoridades locais e do África CDC.

Cabo Verde tem 1.155 infeções e 12 mortos, enquanto Moçambique conta 859 doentes infetados e cinco mortos.

São Tomé e Príncipe contabiliza 713 casos e 13 mortos e Angola tem 267 casos confirmados de covid-19 e 11 mortos.

A Guiné Equatorial, que integra a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), tem 2.001 casos e mantém 32 mortos, segundo o África CDC.

Mais de meio milhão de mortos e 10 milhões de infetados em todo o mundo

A pandemia da covid-19 já matou mais de 500.000 pessoas e infetou 10.099.576 em todo o mundo desde que a doença foi detetada na China, em dezembro, segundo um balanço da agência AFP até às 22:00 TMG (23:00 em Lisboa) de domingo.

No total, foram contabilizadas 500.390 mortes a nível global, 196.086 das quais na Europa, o continente mais atingido.

Os Estados Unidos são o país onde se registou o maior número de mortes (125.747), seguindo-se o Brasil (57.622), o Reino Unido (43.550), a Itália (34.738) e a França (29.778).

O número de mortes registadas duplicou em pouco menos de dois meses, depois de ter alcançado os 250 mil óbitos no dia 05 de maio.

Países mais afetados:

  • Estados Unidos, com 125.709 mortes e 2.534.981 casos
  • Brasil, com 57.070 mortes e 1.313.667 casos
  • Reino Unido, com 43.550 mortes e 311.151 casos
  • Itália, com 34.738 mortes e 240.310 casos
  • França, com 29.778 mortos e 199.343 casos.
  • China (excluindo os territórios de Hong Kong e Macau) ccom 83.500 casos, 4.634 mortes e 78.451 pessoas que se curaram.

Continentes e regiões mais atingidos:

  • Europa totaliza 196.085 mortes em 2.642.741 casos
  • Estados Unidos e o Canadá somam 134.277 mortes em 2.638.191 casos.
  • América Latina e as Caraíbas registam 110.883 mortes em 2.438.389 casos
  • Ásia 33.107 mortes em 1.218.767 casos.
  • Médio Oriente contabilizam-se 15.505 mortes em 730.977 casos
  • África teve 9.520 mortes em 379.795 casos
  • Oceânia regista 133 mortes em 9.158 casos.

Portugal com 1564 mortes e 41.646 casos de Covid-19

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou este domingo a existência de 1.564 mortes e 41.646 casos de Covid-19 em Portugal, desde o início da pandemia.

O número de óbitos subiu, de sábado para domingo, de 1.561 para 1.564, mais três, enquanto o número de infetados aumentou de 41.189 para 41.646, mais 457, o que corresponde a um aumento de 1,1%.

Há 458 doentes internados, mais 16 em relação a ontem. 75 encontram-se em Unidades de Cuidados Intensivos, mais cinco face a sábado.

O número de casos recuperados subiu de 26.864 para 27.066, mais 202.

Links úteis

Mapa com os casos a nível global