Coronavírus

Covid-19: Reino Unido regista mais 176 mortes nas últimas 24 horas

Toby Melville

Foram realizados 226.398 testes, dos quais 829 tiveram resultado positivo.

Especial Coronavírus

O Reino Unido registou 176 mortes de pessoas infetadas pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, mais 21 do que na véspera, aumentando para 43.906 o total desde o início da pandemia Covid-19, informou o ministério da Saúde britânico.

Foram realizados 226.398 testes, dos quais 829 tiveram resultado positivo, pelo que o número de casos de Covid-19, desde o início da pandemia aumentou para 313.483.

Na terça-feira tinham sido comunicadas 155 mortes e 689 novos infetados relativamente ao dia anterior.

Professor de medicina britânico aconselha autoridades a prepararem-se para o "pior" no inverno

Apesar de o Governo britânico considerar que a situação está controlada, mantendo o plano para aliviar ainda o regime de confinamento, o professor de medicina John Bell aconselhou esta quarta-feria as autoridades a prepararem-se para o "pior" no inverno.

Bell está envolvido num dos projetos de vacina da Universidade de Oxford para desenvolver uma vacina, que está atualmente em fase de testes clínicos, com resultados esperados nas próximas semanas.

A farmacéutica AstraZeneca, que é parceira do projeto, disse que já começou a produzir a vacina para começar a vender em setembro.

Questionado durante uma audição da comissão parlamentar de Ciência e Tecnologia se o Reino Unido deve preparar-se para um inverno sem uma vacina contra o coronavírus, ou se há a possibilidade de uma vacina estar disponível, disse:

"Esta pandemia baseou-se toda demais em suposições que se revelaram não verdadeiras. Por isso, o meu conselho firme é de estar preparado para o pior".

Processo de negociações com o Reino Unido para corredor aéreo é "bastante bom"

O Ministro dos Negócios Estrangeiros afirmou, em entrevista à SIC Notícias, que o processo de negociações com o Reino Unido, relativamente à abertura de um corredor turístico entre os dois países, é "bastante bom".

Caso se confirme a inclusão de Portugal na lista de países em corredor turístico com o Reino Unido, os passageiros não terão de cumprir uma quarentena de 14 dias à chegada.

A lista dos países tem como fatores não só a prevalência da Covid-19, mas sobretudo o número de novos casos e a trajetória potencial nas próximas semanas da doença no país.