Coronavírus

Bastonária dos Enfermeiros critica atribuição de prémios: "80% dos profissionais de saúde de fora"

Entrevista SIC Notícias

"Um prémio para ser justo tem de abranger todos aqueles que fizeram o esforço", defende Ana Rita Cavaco.

Especial Coronavírus

A Bastonária da Ordem dos Enfermeiros criticou a proposta do PSD aprovada no Parlamento, para a atribuição de prémios de desempenho e férias suplementares aos profissionais de saúde.

Ana Rita Cavaco fala uma ofensa nomeadamente para a classe dos enfermeiros.

"Está ao nível das palmas à janela e de quando o senhor primeiro-ministro disse que a Champions era um prémio para os profissionais de saúde", critica a Bastonária.

Considera ainda as medidas uma esmola e compara Portugal com outros países, como Espanha, Holanda e Alemanha, que, diz, oferecerem melhores ordenados.

"Prémio deixa cerca de 80% dos profissionais de saúde fora."

Bastonária dos Enfermeiros diz ser preferível o Governo resolver os problemas da carreira, atribuir uma idade de reforma justa e o reconhecimento de profissão de desgaste rápido e de risco.

Parlamento aprovou prémio a profissionais do SNS

Os deputados aprovaram esta quarta-feira por unanimidade uma proposta do PSD que atribui um prémio de desempenho equivalente a 50% da remuneração aos trabalhadores do Serviço Nacional de Saúde (SNS) envolvidos no combate à covid-19 e majoração das férias.

"Durante o ano de 2020, o Governo atribui a todos os profissionais do SNS que, na vigência do estado de emergência e suas renovações, exercessem funções em regime de trabalho subordinado no SNS e tenham praticado, nesse período, de forma continuada e relevante, atos diretamente relacionados com a pessoa de suspeitos e de doentes infetados por covid-19, um prémio de desempenho, pago uma única vez, correspondente ao valor equivalente a 50% da remuneração base mensal do trabalhador ao qual seja atribuído", determina a proposta.

De acordo com o texto da proposta, os profissionais de saúde em funções que, durante o estado de emergência tenham praticado "de forma continuada e relevante atos diretamente relacionados com pessoa suspeita e doentes infetados com covid-19, têm ainda uma majoração de dias de férias em função do trabalho prestado.