Coronavírus

Desemprego está a aumentar em Sintra. Basílio Horta diz que combate é também "contra a crise económica"

Em Sintra há mais 6.300 pessoas desempregadas em relação ao mesmo período do ano passado, segundo o presidente da Câmara.

Especial Coronavírus

O presidente da Câmara de Sintra afirma ainda ser cedo, mas considera que os indícios mais recentes da pandemia estão a melhorar no concelho.

Depois da reunião do Infarmed, o primeiro-ministro começou por Sintra os encontros com as autoridades dos vários concelhos mais afetados da Área Metropolitna de Lisboa.

"Em todas as freguesias [de Sintra] os casos ativos da pandemia estão a descer", explica Basílio Horta.


O presidente da Câmara diz que desemprego está a aumentar e o combate é também contra a crise económica e social.

"O ano passado, por esta altura, não chegava a 8.000 desempregados, hoje temos 14.300 desempregados."

A situação do coronavírus em Lisboa e Vale do Tejo

António Costa disse esta quarta-feira que as 19 freguesias da Grande Lisboa não deverão sair do estado de calamidade na próxima avaliação do Governo.

Lisboa e Vale do Tejo, com 21.256 infetados, permanece como a região onde se regista o maior número de novos casos, 327 nas últimas 24 horas e um morto- 514 desde o início da pandemia.