Coronavírus

Casos de Covid-19 poderão aumentar três semanas depois do arranque das aulas

Casos de Covid-19 poderão aumentar três semanas depois do arranque das aulas

Está em marcha um plano para conter um possível aumento de infeções.

Especial Coronavírus

Os especialistas esperam um aumento significativo de casos de Covid-19 a partir de outubro, cerca de três semanas depois do arranque das aulas, marcado para 14 de setembro. Segundo o Expresso, o alerta já chegou à Direção-Geral da Saúde.

A subida poderá ser maior nas zonas com mais população, como é o caso de Lisboa e Porto. O risco vai continuar elevado até fevereiro e poderá pressionar ainda mais os hospitais.

Ministério da Saúde garante que está em marcha um plano

O Estado está ainda a antecipar um cenário de circulação mista do vírus da gripe sazonal e do SARS-CoV-2. Este ano, a vacinação vai acontecer mais cedo e será dada prioridade a profissionais de saúde e a funcionários de lares. A medida, gratuita, poderá ser alargada a grávidas e a novos grupos de risco.

Segundo os especialistas, este possível aumento da curva vai depender de vários fatores, entre os quais a imunidade da população, o comportamento das pessoas e a rapidez de resposta da saúde pública.

Mais 8 mortes e 342 casos de Covid-19 em Portugal nas últimas 24 horas

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou este sábado a existência de um total de 1.654 mortes e 46.221 casos de Covid-19 em Portugal desde o início da pandemia.

São mais 8 vítimas mortais e mais 342 novos casos de infeção nas últimas 24 horas, sendo que a região de Lisboa e Vale do Tejo contabilizou mais 259 casos.

Os dados dos pacientes infetados, contabilizados de sexta-feira para sábado correspondem a 342. No entanto, foram ainda acrescentados 200 casos no Boletim Informativo devido a uma revisão feita pela DGS nos últimos dias.

O número de doentes internados desceu para 459, menos 12 do que na sexta-feira. Nos cuidados intensivos estão 68 pessoas.