Coronavírus

Diretora de lar vai responder perante a justiça por promover "beijar da cruz" na Páscoa

Diretora de lar vai responder perante a justiça por promover "beijar da cruz" na Páscoa

Responsável pelo lar de Melgaço pode ser acusada de crime de propagação de doença contagiosa.

Especial Coronavírus

A diretora de um Centro Paroquial de Melgaço vai responder perante a justiça por ter organizado uma cerimónia de beijar a cruz no domingo de Páscoa que envolveu 17 utentes.

A visita pascal também bateu à porta dos utentes a quem o Centro Social presta apoio domiciliário. Na altura, a diretora da instituição confessou que pretendia quebrar o isolamento e a solidão, com um risco controlado.

A diretora da IPSS já foi notificada e pode vir a ser acusada pelo crime de propagação de doença contagiosa.

ESPECIAL SOBRE O NOVO CORONAVÍRUS

Acompanhe as notícias do dia em https://sicnoticias.pt/