Coronavírus

Marrocos determina confinamento de Tânger devido a vários surtos de covid-19

Youssef Boudlal

Cidade no norte de Marrocos tem cerca de um milhão de habitantes.

Especial Coronavírus

As autoridades marroquinas determinaram esta segunda-feira o confinamento de Tânger (norte), cidade com cerca de um milhão de habitantes, a partir das 12:00 (mesma hora em Lisboa), devido ao surgimento de vários focos de infeção pelo novo coronavírus.

A medida implica a suspensão dos transportes públicos, o encerramento de cafés, centros comerciais, mercados e espaços públicos e o reforço do controlo da circulação de pessoas nas ruas, segundo um comunicado do Ministério do Interior marroquino.

As autoridades apelam aos habitantes que só saiam do domicílio "em caso de necessidade extrema" e determinaram que qualquer deslocação dentro da cidade está sujeita a "uma autorização excecional das autoridades".

O Ministério tinha anunciado no domingo o confinamento de "vários bairros" de Tânger, mas decidiu hoje alargar a medida a toda a cidade.

Região de Tânger com cerca de 20% dos casos

A região de Tânger regista quase 20% do total de casos de coronavírus em Marrocos, sendo apenas ultrapassada pela de Casablanca, a mais populosa do país.

Os números oficiais disponíveis são relativos a sábado e domingo, quando se registaram 61 novos casos, não refletindo ainda os novos surtos.

O comunicado não precisa que medidas vão ser tomadas em relação ao porto de Tânger Med, a cerca de 50 quilómetros da cidade, que tem prevista a chegada, na quarta-feira, de navios de passageiros provenientes de Sète (França) e de Génova (Itália).

Marrocos regista até hoje 15.821 casos de infeção pelo novo coronavírus e 253 mortes associadas à covid-19.