Coronavírus

Viagens de finalistas. Provedor diz que resolução só no final do ano

Viagens de finalistas. Provedor diz que resolução só no final do ano

“Tenho recebido milhares de queixas”.

Especial Coronavírus

O Provedor do Cliente das Agências de Viagem e Turismo informou que tem recebido milhares de queixas relativas a viagens de finalistas, mas Vera Jardim garante que os clientes terão que esperar até ao final do ano para resolver as situações.

Nessa altura, poderão escolher entre realizar uma nova viagem com o seu voucher ou o reembolso do dinheiro.

Agências obrigadas a oferecer alternativas

As possíveis soluções foram anunciadas em março pelo ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira.

O governante disse que foi "aprovado o adiamento das viagens de finalistas que se devam realizar na vigência do decreto-lei", aprovado pelo Executivo.

Sem aprofundar a medida, Siza Viera adiantou que as agências de viagens "serão obrigadas a oferecer aos interessados alternativas de deslocação em outra época ou a celebrar acordos no sentido de devolução que decorram dos acordos que possam ser estabelecidos".