Coronavírus

Amadora é o concelho com maior risco de infeção 

Amadora é o concelho com maior risco de infeção 

Dezanove freguesias em situação de calamidade: dados só são conhecidos semanalmente.  

Especial Coronavírus

O número de infetados com o novo coronavírus na Área Metropolitana de Lisboa continuar a ser o maior do país e a Amadora é o concelho com maior risco.

Apesar de todos os dias os moradores terem regras a cumprir, os números das 19 freguesias em situação de calamidade só são conhecidos semanalmente devido a problemas informáticos.

Mais 3 mortes e 339 casos de Covid-19 em Portugal nas últimas 24 horas

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta quinta-feira a existência de 1.679 mortes e 47.765 casos de Covid-19 em Portugal desde o início da pandemia.

O número de óbitos subiu de 1.676 para 1.679, mais 3 em relação a ontem, enquanto o número de infetados aumentou de 47.426 para 47.765, mais 339, um aumento de 0,7%.

Há 476 pessoas internadas, 72 estão nos cuidados intensivos. O número de casos recuperados subiu de 32.110 para 32.476, mais 366.

Primeiro-ministro avisa que confinamento total não pode repetir-se

António Costa deixou o aviso: a resposta a um novo pico não pode passar por um confinamento como em março. Porque o país "não suporta" voltar a estar fechado.

A Diretora-Geral da Saúde lembra que a pandemia do novo coronavírus permitiu "aprender" e uma das lições parece ser a que, agora, a resposta de combate deve ser "cirúrgica", mesmo que implique algum confinamento: "de uma família ou de um bairro".

Quanto ao Presidente da República, ouviu o Primeiro-ministro e concorda que tem que haver algum tipo de alternativas à "solução radical" que foi confinar todo o país. Isto venha o pico quando vier, é preciso, diz Marcelo, que o Governo trabalhe na antecipação, mas também que todo o país tenha em conta que ainda está a atravessar a primeira vaga e não pode, por isso, deixar de ter "os pés bem assentes na terra".

Mundo chega em breve aos 14 milhões de infetados pelo novo coronavírus

Até ao fim de semana, o mundo deve chegar aos 14 milhões de casos de Covid-19.

Índia e África do Sul são dois dos países em situação cada vez mais grave. Milhares de doentes estão por tratar por falta de capacidade dos hospitais.